Página inicialCódigo de éticaRPTs do RJHistóriasFotografiasFilmesFale comigo

 

A invenção do telégrafo

 

                   Nenhuma invenção encolheu o mundo de forma tão espetacular quanto o telégrafo, capaz de levar mensagens através de mares e continentes.
Não admira que Samuel F. B. Morse, ao inaugurar sua primeira linha telegráfica, tenha lançado mão de uma expressão bíblica "O que Deus tem feito !"

                   Quando voltava de navio para os Estados Unidos de uma temporada de estudos de arte na Europa, Samuel F. B. Morse participou de uma conversa sobre o Eletromagneto. Assim surgiu a idéia do Telégrafo.

                   Cinco anos depois, em 1837, ele demonstrou o invento, enviando sinais através de 500 metros de fio.

Em 1844, quando transmitiu em código Morse de Washington para Baltimore a famosa frase bíblica, não havia mais dúvidas de que Morse, influente pintor e editor, além de inventor, tinha criado um meio revolucionário de comunicação.

                   O telégrafo de Morse, revelado em 1838, não foi o primeiro desses mecanismos. Os ingleses William Cooke e Charles Wheatstone tinham apresentado no ano anterior um modelo que usava agulhas para soletrar palavras.

                   O invento de Morse era, de longe, o mais prático. O remetente apenas pressionava uma tecla na linguagem de pontos, e traços eram automaticamente marcados sobre o papel do outro lado da linha.

                   O aparelho e o código de Morse tornaram-se padrões internacionais.

                   O telégrafo teve uma expansão muito grande com o advento das ondas de rádio no final do século 19.

                   Nas primeiras experiências com ondas de rádio efetuadas por Marconi, era comum usar o código Morse para envio de sinais, ( o sinal transmitido era interrompido e liberado na cadência do código ) visto que nessa época não havia sido inventado o sistema de modulação pela voz.

                   Em 1910, Paris torna-se o centro do mundo na divulgação do tempo, inaugurando um transmissor na torre Eifel para divulgar periodicamente a hora.

                   A divulgação da hora era feita por intermédio de sinais Telegráficos para os poucos rádios de galena existentes.

                   O código Morse nada mais é do que um protocolo de comunicação. Um protocolo de comunicação nada mais é do que um "conjunto de convenções que rege o tratamento e, especialmente, a formatação de dados num sistema de comunicação". Se você tiver curiosidade, dê uma olhada nos Protocolos de Comunicação citados na seção de "Internet" da Aldeia onde o tema é abordado com maior abrangência.

                   Vale a pena repetir uma parte do texto. Originalmente, Morse imaginou numerar todas as palavras e em transmitir seus números através do telégrafo. O receptor, usando um enorme "dicionário", decifraria a mensagem.                   Alega-se que Alfred Vail, um assistente de Morse, foi quem desenvolveu o chamado "Código Morse". As letras do alfabeto foram definidas pelo padrão "ponto e traço".

                   Este novo código reconhecia quatro estados: voltagem-ligada longa (traço), voltagem-ligada curta (ponto), voltagem-desligada longa (espaço entre caracteres e palavras) e voltagem-desligada curta (espaço entre pontos e traços). Em homenagem ao colaborador Alfred Vail, aqui está o Código Morse:

                                                         Manipulador de CW

 

PONTOS E TRAÇOS

                   Cada caractere (letras, números, sinais gráficos) possui seu próprio conjunto único de pontos e traços. Abaixo você encontra o Código Morse original: 

A

• —

L

• — • •

X

— • • —

1

• — — — —

B

— • • •

M

— —

Y

— • — —

2

• • — — —

C

— • — •

N

— •

Z

— — • •

3

• • • — —

D

— • •

O

— — —

ch

— — — —

4

• • • • —

E

P

• — — •

w

• — —

5

• • • • •

F

• • — •

Q

— — • —

ä

• — • —

6

— • • • •

G

— — •

R

• — •

é / ë

• • — • •

7

— — • • •

H

• • • •

S

• • •

ï

— • • — —

8

— — — • •

I

• •

T

ñ

— — • — —

9

— — — — •

J

• — — —

U

• • —

ö

— — — •

0

— — — — —

K

— • —

V

• • • —

ü

• • — —

 

 

O CÓDIGO DE MORSE E O SISTEMA BINÁRIO

                   Podemos traduzir os termos utilizados para os dias de hoje para significarem condições binárias de "1" (ponto) e "0" (traço). O alfabeto Morse é um código baseado em 5 posições, ou seja, não precisa mais do que 5 posições para que todas as letras e números sejam padronizados. É um protocolo de 5 bits.

                   Uma particularidade do alfabeto Morse é que a maioria das letras não usam os 5 bits. A letra "E", por exemplo, é expressa por um bit único.      Seria mais seguro transmitir letras/números/símbolos que tivessem o mesmo comprimento - torna-se mais fácil controlar erros quando se recebe blocos de mesmo tamanho, além de tornar possível transmissões automatizadas. Porém, o número de combinações possíveis para 2 símbolos e 5 posições é de apenas 32 (2 à quinta potência) e não seria mais possível codificar todas os símbolos necessários.

                   Foi o francês Baudot quem resolveu este impasse criando o Código de Baudot que foi usado na telegrafia e nas máquinas de transmissão de dados que sucederam o telégrafo.

 O TELÉGRAFO E A CRIPTOGRAFIA 

                   Na realidade, o aspecto mais importante quando se fala de Morse não é o código e sim a possibilidade de transmitir informações à distância.   Através dos fios correm sinais elétricos que, devidamente concatenados, representam mensagens. Para que estas mensagens possam ser transmitidas e recebidas existem muitas fatores envolvidos: o remetente (que nem sempre gostaria que sua mensagem se tornasse pública), o funcionário do telégrafo que irá transmitir a mensagem (e, por isso mesmo, acaba conhecendo o conteúdo da mesma), os fios de transmissão (que podem servir para terceiros interceptarem as mensagens), o funcionário do telégrafo que recebe e decodifica a mensagem (e que também toma conhecimento do conteúdo) e, finalmente, o destinatário.

                   Como o serviço de telégrafo atingiu uma boa parcela da população civil, a vontade ou a necessidade de esconder o conteúdo de mensagens acabou envolvendo pessoas que normalmente não teriam tido este tipo de interesse. A criptografia começou a sair do âmbito diplomático e militar e "caiu no gosto do povo". Interesses comerciais e triviais começaram a concorrer com interesses de estado. Assim, um artista iniciava uma nova era na história da criptologia.

                   É claro que Morse não tinha idéia da revolução que estava desencadeando...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Código Morse

 

Regras básicas

Um traço é igual a três pontos

Espaço entre sinais de uma mesma letra é igual a um ponto

Espaço entre duas letras é igual a três pontos

Espaço entre duas palavras é igual a sete pontos

Contudo, CW não são pontos e traços! CW é uma música composta de sons curtos e longos.
Na aprendizagem, o som curto é DI e o som longo é DÁ. Assim, por exemplo, a letra A é DIDÁ e a letra N é DÁDI. Tente assobiar A e N.O DI é um  som curto e o DÁ é um pouco mais longo. 

Vê como é fácil.

 

 

 

 

 

  

Letras

Algarismos

A .-

X -..-

B -...

Y-.--

C -.-.

Z --..

D -..

1 .----

E .

2 ..---

F ..-.

3 ...--

G --.

4 ....-

H ....

5 .....

I ..

6 -....

J .---

7 --...

K -.-

8 ---..

L .-..

9 ----.

M --

0 -----

N -.

 

O ---

 

P .--.

 

Q --.-

 

R .-.

 

S ...

 

T -

 

U ..-

 

V ...-

 

W .--

 

 

 

REPRESENTAÇÃO FONÉTICA DO ALFABETO EM MORSE   

E - DI

R - DIDÁDI

K - DÁDIDÁ

1 - DIDÁDÁDÁDÁ

I -  DIDI 

L - DIDÁDIDI

C - DÁDIDÁDI

2 - DIDIDÁDÁDÁ

S - DIDIDI

F - DIDIDÁDI

Y - DÁDIDÁDÁ

3 - DIDIDIDÁDÁ

H - DIDIDIDI

W - DIDÁDÁ

G - DÁDÁDI

4 - DIDIDIDIDÁ

T -  DÁ

P - DIDÁDÁDI

Z - DÁDÁDIDI

5 - DIDIDIDIDI

M - DÁDÁ

J - DIDÁDÁDÁ

Q - DÁDÁDIDÁ

6 - DÁDIDIDIDI

O - DÁDÁDÁ

N - DÁDI

 

7 - DÁDÁDIDIDI

A - DIDÁ

D - DÁDIDI

 

8 - DÁDÁDÁDIDI

U - DIDIDÁ

B - DÁDIDIDI

 

9 - DÁDÁDÁDÁDI

V - DIDIDIDÁ

X - DÁDIDIDÁ

 

0 -DÁDÁDÁDÁDÁ

 

 

OUTROS SINAIS   

[. ] - DIDÁDIDÁDIDÁ

[+] - DIDÁDIDÁDI

[, ] - DÁDÁDIDIDÁDÁ

[- ]  - DÁDIDIDIDIDÁ

[/] - DÁDIDIDÁDI

[=] - DÁDIDIDIDÁ

[?] - DIDIDÁDÁDIDI

 

 

 

ABREVIAÇÕES 

AR - Fim da mensagem

CL - Saindo do ar (clear).

AS - Aguarde

CQ - Chamada geral.

BK - Break (pede entrada)..

K - Convida qualquer estação a transmitir.

BT - Pause (break para o texto).

KN - Convida estação específica a transmitir

ADR - Endereço

R - Tudo recebido. OK.

AM - Modulação de amplitude.

RIG - Equipamento da estação.

ANT - Antena.

RPT - Repetir. Repita.

BTR - Melhor.

RX - Receptor.

CFM - Confirmo. Confirme.

SRI - Desculpe.

CLBK - Callbook.

STN - Estação.

CLD - Chamei. Chamou.

SUM - Algum. Alguns.

CLG - Chamando.

T - Zero.

CNT - Não posso. Não pode.

TKS - Grato ! Agradecido !

CNDX - Condições.

TNX - Grato ! Agradecido !

CUAGN - Vejo você de novo.

TR - Transmita.

CUL - Vejo você mais tarde.

TXT - Texto.

CW - Onda contínua. Radiotelegrafia.

U - Você.

DE - De (alguém).

UR - Seu ...

DN - Para baixo.

URS - O seu ...

DR - Caro (amigo).

VY - Muito.

ES - E (algo, alguma coisa).

W - Watts.

FB - Excelente (fine business).

WD - Palavra.

FER - para (alguém)

WDS - Palavras.

FM - De (alguém).

WID - Com.

GA - Boa tarde!

WKD - Trabalhou, trabalhei.

GB - Até logo.

WKG - Trabalhando.

GD - Bom.

WPM - Palavras por minuto.

GE - Boa noite !

WRD - Palavra.

GM - Bom dia !

WX - Tempo (meteorológico).

GN - Boa noite ! (despedindo-se).

XTAL - Cristal (no Brasil, esposa).

GND - Terra.

XYL - Mulher casada (esposa).

HI - Riso. Risada.

YL - Mulher solteira (moça nova).

HPE - Espero.

YR - Ano.

HR - Aqui.

55 - Sucesso !

HV - Tenho.

73 - Saudações !

HW - Como? Como copiou?

88 - Amor e beijos !

NR - Perto de.

 

NW - Agora.

 

OB - Old boy (rapaz velho).

 

OM - Radioamador (old man).

 

OP - Operador.

 

PSE - Por favor...

 

PT - Ponto.

 

PWR - Potência (do transmissor)

 

 

 

CÓDIGO "Q" ( mais usado ) 

QRA - Qual é o nome de sua estação? O nome de minha estação é ....

QRL - Você está ocupado? Estou ocupado, favor não interferir.

QRM - Minha transmissão está interferida? Interferência na transmissão (ou recepção).

QRN - Você está sendo perturbado pela estática? Perturbação por estática.

QRO - Devo elevar a potência? Potência elevada de transmissão.

QRP - Devo baixar a potência? Potência baixa de transmissão.

QRQ - Devo transmitir mais rápido? Transmissão rápida.

QRS - Devo transmitir mais lentamente? Transmissão lenta.

QRT - Devo parar de transmitir? Pare de trasmitir.

QRU - Tem algo para mim? Não tenho nada para você.

QRV - Você está pronto?  Estou pronto.

QRX - Quando você me chamará de novo? Favor aguarde.

QRZ - Quem está me chamando? Você está sendo chamado por ....

QSD - Minha manipulação é defeituosa? Manipulação defeituosa.

QSJ - Dinheiro (entre radioamadores).

QSL - Pode você confirmar a recepção? Confirmo a recepção (cartão QSL).

QSO - Contato entre duas estações.

QSP - Pode você retransmitir para ....?  Retransmito para .....

QSY - Devo mudar para outra freqüência? Mude para outra freqüência.

QTH - Qual é a sua localidade? Minha localidade é .....

QTR - Qual é a hora exata? A hora exata é .......

 

 

R S T - REPORTAGEM DO SINAL  

R - Legibilidade do sinal

1 - Ilegível.

2 - Raramente legível. Consegue distinguir ocasionalmente algumas palavras.

3 - Legível com dificuldade considerável.

4 - Legível com praticamente nenhuma dificuldade.

5 - Perfeitamente legível.

S - Força do sinal

1 - Sinal debilitado, dificilmente perceptível.

2 - Sinais muito fracos.

3 - Sinais fracos.

4 - Sinais passáveis (mais ou menos)

5 - Sinais razoavelmente bons.

6 - Sinais bons.

7 - Sinais moderadamente fortes.

8 - Sinais fortes.

9 - Sinais extremamente fortes.

T - Tonalidade do sinal

1 - 60 Hz ou menos, C.A., muito grosseiro e amplo.

2 - Muito áspero, C.A., muito áspero e amplo.

3 - Tom C.A. grosseiro, retificado mas não filtrado.

4 - Nota grosseira com algum traço de filtragem.

5 - C.A. retificado e filtrado, mas com forte modulação ondulada.

6 - Tonalidade filtrada com traços definidos  de modulação ondulada.

7 - Tom quase que puro com traços de modulação ondulada.

8 - Tom quase que perfeito com leves traços de modulação ondulada.

9 - Tom perfeito, sem traços de modulação. 

VoltarSubir